segunda-feira, 29 de abril de 2013

Centro Histórico de São José _S.C.

A quinze minutos do centro de Florianópolis,tem um vilarejo repleto de cores, sabores, aromas e boa música. O Centro Histórico de São José é um bairro pequeno e aconchegante do município que conseguiu resguardar aspectos da história da cultura açoriana e da passagem de realezas como Dom Pedro II e a imperatriz Tereza Cristina, em 1845. O casarão construído para ser Câmara Municipal e cadeia, em 1854, mantém as características coloniais, com piso de assoalho e longas vidraças.

  O bairro é sossegado, silêncioso e cheio de ruelas que você vai morrer de vontade de explorar. A arquitetura dos casarios é de encher os olhos. As cores vermelho, amarelo e azul, predominantes dos prédios históricos dos séculos 18 e 19, dão um charme todo especial ao vilarejo. O Café das Artes é diferente de tudo que você já viu na Grande Florianópolis, ele é por si só uma obra de arte, um casarão construído em 1800, as mobílias e a decoração ajudam a voltar no tempo. Lá, é possível tomar um café elaborado em qualquer cômodo da casa. 


Café da Corte chama a atenção pelo cardápio e pela programação cultural. Situado no Centro Histórico de São José, o espaço recebe músicos de jazz, MPB, samba e bossa nova de quarta a sábado para animar a happy hour. Diferente de tudo que você já viu na Grande Florianópolis, o café é por si só uma obra de arte. As mobílias e a decoração ajudam a voltar no tempo, o casarão construído em 1800 que recebeu a nobre visita, em 1845, do imperador Dom Pedro II e da imperatriz Tereza Cristina. Fala-se que o casal passou a noite na casa, fez três refeições e, das janelas, acenava para os moradores. 

No menu, estão em destaque os drinks, chope, cervejas, cafés quentes e gelados, além dos salgados e petiscos. Cada dia da semana, o café serve um prato diferente, como risotos, saladas e massas. Se a ideia for aproveitar a tarde, o ambiente é ideal para ouvir música ou ler um dos livros disponíveis na estante. 
Lá, é fácil encontrar uma vaga para estacionar sem custo, nas proximidades da Praça Hercílio Luz, um local arborizado, tem pássaros cantando, flores cheirosas e frutas intrigantes, como a fruta-pão.
SAIBA MAIS
Visite o SITE

Historia:


Até a chegada dos colonizadores europeus, no século XVI, todo o atual litoral do estado de Santa Catarina era habitado pelos índios carijós.
Em 1750, chegaram, à capitania do Desterro, 182 açorianos que, posteriormente, fundaram São José da Terra Firme, a atual São José. Em 1755, já existia uma pequena capela e um vigário, José Antônio da Silveira. Atualmente, no local, existe a Igreja Matriz.




















































Fontes:
http://www.guiadasemana.com.br/florianopolis/restaurantes/cafe/cafe-da-corte;
http://www.clicrbs.com.br/especial/sc/praias-sc/19,859,3651477,Centro-Historico-de-Sao-Jose-que-foi-passagem-da-corte-portuguesa-une-cultura-e-boa-gastronomia.html; Wikipedia
Imgs: Google

terça-feira, 23 de abril de 2013

'Alegreando'

'Alegreando' meus trejeitos de menina,
as poéticas andorinhas sobrevoando o vasto ceu,
em traços harmonicos, com suas singelas elegancias.
'Alegreando' quem ve, contagiando quem passa,
guiando os olhos vívidos das crianças,
despontando os fiéis sorrisos das ciganas.

























Img: Google

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Desnudos


Olhos de lince tao ávidos, mas que se desviam com medo dos meus, de ver a si mesmo e o que vou desvendar... Ao mesmo tempo clama silenciosamente
a minha presença, como se precisasse de mim para se acalentar.
Eh meu caro... o mar nao consegue ficar sem o rio, soh que nem todo rio desagua no mar. 
Apenas desnudos de nós mesmos, poderemos nos revelar
 e quem sabe, nos livrar dos falsos mitos.
( AC. Lara)



Img: Google

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Minha Estrada

Na estrada sigo por lugares que me enchem os olhos,
encontro tantas pessoas boas de sorrisos expontâneos,
gente simples, de coração largo, fé nos olhos.
O céu em sua maestria multifacetada
rouba a cena e por um instante o tudo eh nada.
E, o vento que me estapeia a cara, me faz atenta
a espera do que vem e gosto do que vejo. ( AC. Lara)


















Img:http://angie130406.wordpress.com

terça-feira, 9 de abril de 2013

Tudo que a gente gosta: OS AROMAS NA HISTÓRIA DO MUNDO

Blog da Sâmia Maluf - Tudo que a gente gosta: OS AROMAS NA HISTÓRIA DO MUNDO: Perfume: um aroma que acompanha o homem por toda a sua história Por Sâmia Maluf* O olfato é um dos sentidos mais aguçados do ser humano...

O Dia Internacional dos Ciganos.


Ontem, dia 8 de abril, comemorou-se o Dia Internacional dos Ciganos

Voce sabia, que os ciganos chegaram ao Brasil no século XVII, nas décadas de 1560 e 1570, como degredados ou enviados de Portugal para trabalhar como ferreiros e ferramenteiros.


'Por não conseguir integração dos ciganos à sociedade portuguesa e , com a necessidade de povoar os territórios de além-mar, Portugal enviou vários indivíduos e suas famílias, primeiro para a África e depois para o Brasil. Esperava-se que os ciganos ajudassem a povoar áreas dos sertões nordestinos, ocupadas por índios. Apesar de serem considerados perigosos, o Reino preferia os ciganos aos indígenas.



Atualmente, foram concretizadas algumas ações governamentais a nível nacional:  a instituição do Dia Nacional do Cigano, comemorado em 24 de maio, em homenagem à sua padroeira, Santa Sara Kali; a criação do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) e a publicação de uma cartilha de direitos da cidadania cigana. Existem também algumas ações pontuais e regionalizadas, fruto de articulações com outros segmentos da sociedade civil organizada.

Para o povo cigano é muito importante o sentimento de pertencer a um clã e o cumprimento do código da etnia. Os seus dialetos (romani, sinto, caló entre outros) são ágrafos, ou seja, não possuem escrita e o nomadismo, reconhecido como uma referência da identidade cigana, em muitos casos, lhes foi imposto devido às constantes perseguições, preconceitos e hostilidade de que foram e continuam sendo vítimas.'



"Roupas coloridas, tendas alegres e olhares atentos ao destino alheio. A maneira como o povo cigano se relaciona com a história brasileira o coloca na condição de agente e vítima das impressões que governantes, policiais e toda a sociedade criam sobre homens que tinham suas vidas alteradas pelo deslumbramento que causavam. [...]
Dos debates acadêmicos às conversas informais, os ciganos são retratados a partir de sentimentos que oscilam entre o fascínio que suas tradições exercem e os temores alimentados por estigmas e superstições atrelados ao seu estilo livre
[...] Perseguidos ou incorporados à nossa hierarquia social, os ciganos são mais do que leitores do futuro, podendo ser considerados também escritores do nosso passado. [...]"
(Dossiê Medo e Sedução, Revista de História, Biblioteca Nacional, n. 14, 2006, p. 15.)





 'A Perita Independente das Nações Unidas sobre questões das minorias, Rita Izsák, em comunicado divulgado em Genebra, considerou positivo que "a sorte do maior e mais marginalizado grupo minoritário da Europa esteja cada vez mais na agenda internacional dos direitos humanos".
"Porém, os compromissos políticos e legislativos têm de ser postos em prática para trazer as tão necessárias mudanças às vidas dos ciganos", disse a perita, recordando que o Conselho de Direitos Humanos da ONU dirigiu cerca de 250 recomendações a quase 30 países - incluindo Portugal - a respeito da situação das comunidades ciganas. '

Fonte GDDC (Gabinete de Documentação e Direito Comparado na Internet.)
http://www.gddc.pt/apresentacao/quem-somos.html;
http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=914&Itemid=1

Museu Hermitage


ESão Petersburgo, na Russia, esse belissimo predio, eh um dos mais famosos museus de arte  do mundo. Sua coleção de arte é comparável às de museus mais famosos, como o francês Louvre ou o Museu Britânico.



Por ocupar, entre outros cinco edifícios, o Palácio de Inverno, antiga residência dos czares e sede do governo provisório instituído após a revolução comunista de 1917, a enorme importância histórica do museu não está apenas nas obras, mas também no edifício que as abriga. Na Segunda Guerra, devido à ameaça da invasão nazista ao país, mais de 1 milhão de objetos do Hermitage foram transportados para Sverdlovsk (hoje Ecaterimburgo), nos montes Urais. As 
peças foram levadas de volta logo após o fim do conflito.


Entre outras inúmeras obras do museu,o Hermitage tem 30 salas dedicadas à pintura italiana dos séculos 13 a 19. Duas das pouco mais de dez obras originais de Leonardo da Vinci de que se tem notícia estão lá, junto com quadros de outros mestres, como Tiziano e Michelângelo.


Curiosidade: Telas de Renoir, Van Gogh e Monet, entre outros grandes nomes, estão expostas em salas especiais. As obras foram pilhadas na Alemanha como troféus após o triunfo soviético na Segunda Guerra (algumas delas haviam sido roubadas pelos nazistas em outras partes da Europa). Devido à origem controversa das pinturas, o site do museu não faz menção à sua existência e o visitante está proibido de fotografá-las.

Um giro pelo museu

Moving through the Hermitage from geoff tompkinson on Vimeo.
Obs: Video produzido por 'Geoff Tompkinson que trabalha como fotógrafo há mais de 30 anos e já desenvolveu projetos para importantes veículos internacionais como Life, Discover e National Geographic, entre muitos outros.'


'...a sua vasta coleção possui itens de praticamente todas as épocas, estilos e culturas da história russa, européia, oriental e do norte da África, e está distribuída em dez prédios, situados ao longo do rio Neva, dos quais sete constituem por si mesmos monumentos artísticos e históricos de grande importância. Neste conjunto o papel principal cabe ao Palácio de Inverno, que foi a residência oficial dos Czares quase ininterruptamente desde sua construção até a queda da monarquia russa.'  LEIA MAIS

                              Visite o SITE do museu

Aias, esse famoso museu, abriu também suas portas em Amsterdã, em um antigo predio datado de 1682 à beira do rio Amstel. Alem das mostras itinerantes, também exibe uma mostra fixa da história da casa e da relação Rússia e Holanda. O acesso é realizado facilmente pela estação de trem central de Amsterdã.


Fontes: 
Wikipedia;
http://www.viajandopelomundo.com.br;
http://gazetarussa.com.br;
http://guiadoestudante.abril.com.br
img: google

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Em mil e umas possibilidades


                  Img: http://weheartit.com/entry/12567984/via/MisterySunshine

Desmonto-me e remonto-me
como brinquedo de criança. 
Refeita em mil e umas possibilidades;
desfeita do que nem mais conta.
Certamente, poderei ser qualquer coisa,
menos papel sem nanquim.

( Ana Claudia Lara)

Trilhos



                         Fonte:imagem-1.jpg
Essa gana de vida desgarrada,
me agarra aos trilhos do caminho.
O trem passa pela ribanceira.
passa por gente, passa por pedra,
passa pela flor na quaresmeira.  
E eu, amante da vida,nada mais sou,
que uma agradecida passageira.

( Ana Claudia Lara)

Ego


                 Img:http://weheartit.com/entry/53682155

Fui eu de ti,
fui eu de nos…fui.
Amei mais do que quis,
nao falei mais do que fiz.

Teu mesmo erro,
te delata e comprova
o que nao deixaste de ver.
Brinquei de ser. 

Vesti palavras tolas,
calei sua voz,
confundi seu ego,
cego de si, de nos...

E sem esperar 
que desacreditasse,
o que fosse
o que pudesse,
o que quisesse.
voce de mim.

( Ana Claudia Lara)

Sede


Boca seca,
agua na boca,
Boca na boca,
Sede de voce.

( Ana Claudia Lara)

















Img:http://weheartit.com/entry/54631915/via/avariz